PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

23 de set de 2010

O que não dá para ouvir...(2)

... sem questionar.

O discurso "fácil" do candidato Levy Fidélix (PRTB) trata de um tema complicado. Ele diz que vai baixar impostos, tributos e ao mesmo tempo investir mais em educação, saúde, segurança e etc... Da forma como está configurada a estrutura administrativa e tributária brasileira, como é que o cara pretende fazer isso? Não sei se alguém percebeu, mas a figura não toca no assunto reforma tributária e nem fala como pretende conseguir a façanha.

É tudo blá, blá, blá

Sei que o cara é fraquinho, porém não consegui me furtar de tratar o assunto aqui no meu blog.

O que não dá para ouvir... (1)

... sem questionar.

Se o ensino fundamental de 1ª à 4ª série é de responsabilidade dos municípios e os professores são pagos pelas prefeituras, como é que o candidato tucano pretende colocar mais um(a) professor(a) na 1ª série? Ele vai interferir na gestão municipal? Ele vai federalizar as escolas municipais?

Eles subestimam mesmo o povo.

12 de set de 2010

Evolução do salário-mínimo no Brasil

Acima, os valores em reais do salário-mínimo, de 1994 a 2010
(fonte: PortalBrasil.Net).

Observe que o orçamento de 2003 (votado no final de 2002, ainda governo FHC) prevê um aumento incomum para o padrão tucano: 40 reais. Isso se deu porque os tucanos já sabiam que seriam oposição a partir de 2003, e, com as contas do país desarrumadas, quiseram dificultar o primeiro ano do governo Lula, dando um aumento acima do de costume.

Se considerarmos apenas os 7 primeiros anos de governo FHC, quando tal lógica de “dificultar para o sucessor” não estava em jogo, a média de aumento dos mínimos do governo FHC cai para R$14,28.

Comparando os 8 anos de governo FHC com os 7 de Lula, vemos que os aumentos do petista são 2,2 vezes maiores que os do tucano. Obviamente essa maior quantia de renda recebida pelos trabalhadores é uma das grandes responsáveis pela geração de mercado interno e, consequentemente, pela solidez da economia nacional ante crises externas.

Caso a tendência FHC tivesse sido mantida, traduzindo, caso Serra tivesse ganho as eleições de 2002, hoje o mínimo estaria em torno de 360 reais apenas. Isso se a quebradeira da economia, especialidade tucana, não continuasse.

Se compararmos o mínimo em dólares, aí teremos um quadro ainda mais favorável a Lula e mais desfavorável aos tucanos:

Fonte: Wikipedia

Perceba que o poder de compra, em dólares, dos trabalhadores despenca em 1999. Era início do segundo mandato de FHC, quando se começou a pagar pelas irresponsabilidades do primeiro mandato, que, num primeiro momento, fizeram a festa da classe média e garantiram a reeleição do tucano, para logo após quebrarem o país.

No governo Lula, com a desvalorização do dólar ante o Real, a estabilização da economia, além é claro dos aumentos maiores no salário-mínimo, o poder de compra de quem trabalha chegou a atingir 290 dólares em 2010.

Por isso, pelo aumento dos rendimentos dos trabalhadores em Real e em dólar, a renda do trabalho tem sido responsável por aproximadamente 75% da queda da desigualdade no Brasil – bem mais que o Bolsa-Família.

Do blog Anti Tucano

Serra precisa de óleo de peroba

Mas esse Serra é muito cara de pau, mesmo! A postagem que colocarei a seguir mostra porque o povo brasileiro não cai no engodo desse cara. É muito fácil colocar na propaganda eleitoral que vai aumentar o salário mínimo para R$600,00. Primeiro, é uma irresponsabilidade e propaganda enganosa declarar este tipo de coisa. Segundo, porque essa não é a prática dos tucanos.

Vou postar a seguir, no In Foco In Loco, artigo do blog Anti Tucano, de Lucas Santos.

TABELA COMPARATIVA

Engraçado que agora o PSDB tem todas as soluções para o Brasil. Por que não fizeram pelo país quando tiveram oportunidade? Basta ver a diferença. Esta tabela circula na Internet e mostra a diferença e o que pode fazer um governo que realmente encara o Brasil como uma nação soberana.

5 de set de 2010

Se eles podem fazer isso na TV, eu faço na web

O Brasil não merece isso


O PSDB comandando o Brasil? Ninguém merece. Basta fazer a comparação para saber quão desastroso pode ser ter de volta estes políticos.

E os movimentos sociais e populares devem ficar atentos também ao discurso do candidato ao Governo do Paraná, Beto Richa. No horário eleitoral fica bem clara a defesa das elites, principalmente dos grandes da agricultura. É o discurso da TFP.

Eleições 2010 - Lula desmente Serra

O presidente Lula afirmou nesta sexta-feira (3) que o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, não o alertou sobre o vazamento de dados fiscais de sua filha Veronica, mas sim se queixou do blog O amigos do Presidente Lula.

"Nosso adversário deveria procurar um novo argumento. Não é possível que possa pedir que eu censure a internet. Não posso fazê-lo. Ele não me alertou. Ele se queixou", afirmou oPresidente.

Sobre os artigos mostrados por Serra sobre Veronica , Lula rebateu dizendo que a internet é livre.

"Sempre achei que a internet livre tem coisa extraordinariamente séria e coisa extraordinariamente leviana. Não tem nada demais o que a internet publicou sobre a filha de Serra. Há insinuações como há contra o presidente Lula, contra a família do presidente Lula, contra vocês jornalistas individualmente. Se escrevem alguma coisa que o internauta não gosta, tomam cacete o dia inteiro", disse Lula.

Lula também afirmou que Serra está com "dor de cotovelo"

"O Serra precisa saber uma coisa: eleição a gente ganha convencendo os eleitores a votar na gente. Não é tentando convencer a Justiça Eleitoral a impugnar a adversária. Isso já aconteceu em outros tempos, na ditadura militar. Na democracia, o senhor Serra que vá para rua, que melhore a qualidade de seu programa [e TV]", disse Lula em referência ao pedido do PSDB para cassar a candidatura de Dilma Rousseff (PT).Ontem, a representação foi arquivada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

"E eu não vou permitir que nenhuma futrica menor, porque não tem nenhuma acusação grave contra o Serra, tem aquelas coisas de internet, atrapalhe. O presidente da República tem coisa mais séria para cuidar do que as dores de cotovelo do Serra", completou o presidente.Lula fez as declarações em Esteio, região metropolitana de Porto Alegre, onde participa de uma exposição de agropecuária.

O presidente passeou entre os estandes de agricultores e pecuaristas, sendo muito aplaudido. No entanto, ele também foi recebido por vaias porque muitos dos estandes foram isolados pela segurança da Presidência.

Notícia do site do PT

4 de set de 2010

O TUCANATO E O REFLORESTAMENTO

Deveriam chamar os tucanos para resolver problemas ambientais...rsrs... o PV nem chega aos pés...

Afinal, ninguém sabe, melhor ou igual ao PSDB, plantar...