PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

24 de dez de 2008

De volta à minha cidade...

Bom, meninos e meninas, cheguei. Ficar 13 (gosto sempre desse número...rsrs) dias fora foi difícil, já que o cenário político está em constante turbilhão. Claro que lá da capital, a região do "muito pinhão" ou Core-Etuba, como era chamada pelos índios Tupi-guarani, Jê e Tingui, eu estava acompanhando - quando me era possível devido à cirurgia - os fatos políticos de Londrina.

Agora que estou de volta, ainda não tão bem recuperada, irei aos poucos voltando à cena, ou seja, tentarei estar IN FOCO IN LOCO sempre que possível. 

Beijos a todos e todas. 

10 de dez de 2008

Apoio dos meus amigos e amigas

Bom, acho que posso viajar com mais tranquilidade. Apesar de achar que deveríamos ter, em Londrina, novas eleições, pelo menos, temos uma definição. Teremos um segundo turno novamente, ou terceiro como queiram chamar.

Quero deixar também a minha indignação e da Thatiana (que fez um comentário no meu post anterior) sobre a "festa" dos formandos de medicina, que após beberem em um bar em frente ao HU, entraram no hospital fazendo farra e destratando pacientes e funcionários.

Infelizmente esta profissão que deveria ser de abnegação e solidariedade fica manchada com este tipo de profissional antiético e irresponsável.

Peço aos meus amigos e amigas que orem, rezem, torçam por mim...rsrs... e, se tudo der certo na cirurgia, em breve estarei blogando novamente.

Feliz aniversário, Londrina. E beijos a todos e todas.

9 de dez de 2008

Será que é hoje?

Pode ser que hoje seja decidida a situação do município. Tomara mesmo. Quem sabe Londrina tenha um presente de aniversário na véspera deste dia 10.

Só espero que o TSE saiba analisar e não nos dê um presente de grego como, por exemplo, o de voltar atrás em sua decisão anterior e declarar prefeito alguém que não poderia ter se candidatado, já que estava impugnado, ou ainda declarar prefeito um candidato derrotado nas urnas.

7 de dez de 2008

Parabéns Londrina - Meu pai

Estou fazendo uma proposta aos blogueiros de plantão. Para comemorar os 74 anos de Londrina, que tal contarmos coisas e fatos sobre nós ou nossa família e sua contribuição para com essa cidade. Eu vou começar falando sobre meu pai:

Angelo Guaracy Rostirolla, mais conhecido como Guaracy, era um gaúcho de Soledade (RS) que saiu de casa aos 15 anos, foi estudar em Porto Alegre e ainda no Rio Grande do Sul investiu em seu primeiro empreendimento, uma olaria (fábrica de tijolos). Depois foi para o Rio de Janeiro e conseguiu emprego na IBM, em uma época em que falar de computador era a mesma coisa que dizer que o homem um dia iria à lua (risos). Ninguém acreditava.

Ganhou muito dinheiro por lá , mas não conseguia ficar parado. Então arrumou trabalho como representante de uma indústria farmacêutica e descambou para o norte do Paraná viajando de teco-teco por toda essa região. Foi quando veio para Londrina (década de 50) e enquanto trabalhava na região conheceu e casou-se com minha mãe e com ela teve três filhos.

Apesar de aventureiro, sempre foi um filho e irmão preocupado com a família e quando minha tia Judith ficou viúva trouxe-a para Londrina, com seus quatro filhos. Foi quando instalou aqui a primeira perfumaria da cidade. Minha tia tomava conta enquanto ele pegava várias representações de indústrias do Sul. Vendia desde alfinete de latão e furador de papel da Bachi, chocolate da Sonksen, fogão a lenha, ferramentas agrícolas, até champagne Georges Aubert, entre outros, sempre com o mesmo sorriso e a mesma alegria de viver. Aliás, ele dizia que o segredo para um bom vendedor e representante comercial era estar sempre sorrindo. "Minha filha, o sorriso é a alma do negócio." E que sorriso ele tinha.

Como intelectual e muito politizado estava sempre nas rodas falando dos assuntos comuns à cidade. Comíamos na Churrascaria Gaúcha, íamos ao CTG que era próximo da nova rodoviária, comprávamos roupas nas Lojas Fuganti e tecidos no Chafic, em uma época em que ainda não havia calçadão e a prefeitura era onde hoje é o Bradesco, ali perto do edifício Julio Fuganti. E ali onde hoje é a rotatória vimos surgir muitos políticos que, em cima de caminhõezinhos, tipo caminhonete F4000, faziam seus discursos. Só eu gostava de acompanhar meu pai para os comícios...rsrs... se é que se podia chamar aquilo de comício. 

Entre os amigos era conhecido como o raposa branca...rs... Um amigo dele que eu chamava de mãe quando ainda era bebê me contou o porquê do apelido: ele era muito paquerador e tinha uma voz e uma lábia, pra completar. Eu acreditei nele...rs Lembro-me de um dia andando pelo calçadão, eu estava com uns 14 anos, e meu pai que conhecia todo mundo, de longe vinha avisando com pompa: É minha filha. É minha filha. Até hoje lembro e dou risada. Ele estava preocupado...rs Pois é, meu pai era um cara muito querido e eu tinha o maior orgulho dele, assim como tenho de Londrina, esta cidade que o acolheu e que o fez plantar raízes das quais, tenho certeza, ele sempre se orgulhou. 

Tenho muito mais histórias sobre esse homem fabuloso e sua vida nesta cidade também fabulosa, mas vou deixar para um outro dia.

5 de dez de 2008

Ironia eleitoral

Hoje, dia 5 de dezembro encerrou-se o prazo para justificativa de voto. Enquanto isso... Lá pras bandas do TSE o prazo para decidir a vida de Londrina estende-se até, acho que nem Deus, sabe quando...

É chover no molhado, mas...

Pode parecer chover no molhado...rsrs (piadinha, tá? É que estamos falando do Porto Seco) e aproveitando meu comentário no blog do Claudio Osti, volto a tratar do tema aqui no In foco In loco.

É incrível como a dor de cotovelo é triste. Para os pessimistas, inclusive os anônimos, e os que insistem em desfazer de conquistas importantes de nossa cidade, a seguir declaração do superintendente da Infraero em Londrina, Carlos Haroldo Novak: 

É um terminal completo e vai operacionalizar qualquer tipo de carga: aérea, rodoviária, marítima e ferroviária. O Teca Londrina tem a vantagem de ser administrado pela Infraero, empresa vinculada ao Ministério da Defesa e, por isso, está vinculado ao complexo aeroportuário, com as vantagens que isso traz, além de estar contemplado com os dispositivos de segurança da aviação civil.

E mais incrível ainda...

Essa "inauguraçãozinha desse galpãozinho", como alguns insistem em dizer, contou, além do prefeito Nedson e equipe, do ministro Planejamento Paulo Bernardo e do presidente da Infraero, Sérgio Gaudenzi, com a presença - nada mais, nada menos que -, dos "deputados federais André Vargas (PT); Luiz Carlos Hauly (PSDB); Barbosa Neto (PDT); Alex Canziani (PTB); Ricardo Barros (PP); Ratinho Júnior (PPS): e deputado estadual Luiz Eduardo Cheida (PMDB). Participaram ainda o prefeito de Curitiba, Beto Richa; vereadores; representantes de entidades empresariais de Londrina e do Estado do Paraná, e funcionários das empresas que vão administrar o terminal"

Mais informações no site da Prefeitura de Londrina

4 de dez de 2008

Os 74 anos de Londrina

O dia 10 está chegando e esta jovem senhora, apesar de todos os problemas que tem enfrentado, está cada vez mais linda e pujante.

Parabéns, Londrina!

video
Este vídeo está na página da Codel. Confira também outras informações de nossa cidade no www.londrina.pr.gov.br

3 de dez de 2008

Agora todo dia é dia 31 de dezembro

Não ria... não é piada... e nem é pra fazer ..., mas Londrina caminha parece que naquele passo de dança do Michael Jackson ( arrastando o pézinho e indo de ré). Agora é a vez do Plano Diretor Participativo, que algumas entidades acham que ainda não foi suficientemente debatidoe que não deve ser votado este ano (leia-se postagem minha anterior VONTADE POPULAR X VEREADORES DE BOA VONTADE).

Amanhã é dia do orçamento para 2009 entrar em segunda discussão e, espera-se, ser aprovado.

Quem sabe assim podemos acreditar que 2008 ainda existe para alguma decisão importante, a Câmara não está somente preocupada com o próximo presidente (leia-se prefeito), e a cidade não está completamente no limbo. Até parece que agora todo dia é dia 31 de dezembro, aquele que não vale nada porque o que conta mesmo é o dia seguinte.

Santa Catarina, Meio Ambiente e Comunicação

Os amigos Rodolfo Brandão, Michele Furukawa e Francielli Fantinelli criaram um blog que, além de trazer informações de como ajudar a população de Santa Catarina, pretende fazer o debate, sob o ponto de vista dos profissionais de comunicação, sobre o meio ambiente e as respostas que ele dá ao homem.

O endereço é: http://ajudasc.blogspot.com/

Mais uma conquista para Londrina

Amanhã, às 15h, será inaugurado o Terminal de Cargas Alfandegárias (Teca), conhecido como Porto Seco, no Aeroporto de Londrina. O Porto Seco, com estrutura para movimentação internacional, é uma luta de muitos anos, inclusive, durante muito tempo a cidade de Maringá tentou evitar que ele fosse instalado aqui em nosso município.

O investimento, segundo informações da Infraero, foi de cerca de R$ 1 milhão e Londrina terá o  33º terminal de cargas completo que será operado pela Infraero. Qualquer tipo de carga, aérea, rodoviária, marítima, ferroviária, poderá ser operacionalizado.

O Porto Seco vai ter dois terminais de logística, e todo o material necessário para operação, como móveis e equipamentos, computadores, empilhadeiras e balanças, que vão funcionar no galpão que antes pertencia a Vaspex, no final da avenida Santos Dumont, onde também vai ficar o espaço para a instalação dos órgãos públicos responsáveis pelo trabalho aduaneiro, como Receita Federal, Ministério da Agricultura, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), além da própria Infraero. O terminal de cargas rodoviárias vai funcionar numa edificação junto ao setor de hangares do Aeroporto.

Este é mais um legado para Londrina, conquistado pela gestão do prefeito Nedson Micheleti.

2 de dez de 2008

Mais um dia...

Mais um dia de indefinição e cada vez mais perto do ano que vem. Afinal é natural que o ano passe. Só que aqui em Londrina este Ano Novo será diferente. Com decisão ou não do TSE, o ânimo do londrinense está baixo.
Na verdade acho que o único lugar animado da cidade é a Câmara de Vereadores. Ali a coisa está pegando fogo e vai esquentar ainda mais após o dia 17 de dezembro com a diplomação dos próximos edis.
Enquanto nada se decide a cidade continua no limbo.