PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

7 de set de 2009

Resposta ao artigo de Lucia Hippolito

Digo aqui o que penso sobre o artigo "Lu­la es­te­ri­li­zou a po­lí­ti­ca", da historiadora, cientista política e jornalista, publicado ontem (dia 6), na Folha de Londrina:

Cara Lucia Hippolito, você como cientista política deveria saber que o que pressupõe uma verdadeira democracia é o diálogo com toda a soiedade. Então nada mais natural que o presidente Lula consulte e dialogue com segmentos afins, de pautas direcionadas, sobre assuntos de interesse de Estado.

E, é claro, que o que incomoda muita gente é que ele não age como os antigos governantes - cito aqui FHC, o maior articulador dos interesses de elite e, inclusive, das grandes corporações internacionais - que fazia suas articulações por debaixo do pano com setores (devo citar banqueiros, latifundiários, representantes de monopólios e oligarquias e das federações da indústria e comércio?) com forte lobby no Congresso e Senado.

Setores que até hoje bancam a campanha de parlamentares para verem seus interesses garantidos e que tornam aquelas Casas verdadeiras imagens do antigo poder que sempre privilegiou uma minoria de poderosos, em detrimento a uma maioria (o povo) que vivia à mercê de decisões que a empurrava, cada vez mais, para a crise interna do País e para a miséria.

O mais incrível em seu artigo é que, ao final, você mata todos os seus argumentos nos dois últimos parágrafos. Fico pensando se o que realmente preocupa não é o fato dos representantes que estão no Congresso e Senado não terem o poder de mando sobre importantes decisões que afetam toda a sociedade. Poder que possuiam antes e que empurraram nosso País para o buraco por muito tempo.

Lembro que no início do governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva até tentou dialogar com o Congresso e todos sabem o fiasco que foi, graças aos interesses de grupos e partidos que sempre estiveram lá para representar a eles mesmos. Como exemplo é só recordar quanto tempo aquela Casa segurou o primeiro orçamento elaborado pelo Governo Federal, no primeiro mandato de Lula. Quando ocorreram os mesmos problemas com Getúlio Vargas, ele fechou o Congresso e instalou a ditatura.

Lula optou pelo caminho correto: o da verdadeira democracia. Dialogar com toda a sociedade como forma de pressionar o Congresso a respeitar os interesses de toda a sociedade. E é por isso que ele tem toda a aprovação que aparece nas pesquisas. Também é por isso que artigos como o seu não conseguem ser isentos da malícia da "dor de cotovelo" das elites e da direita brasileira.

Nenhum comentário: