PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

22 de dez de 2009

LIBERDADE DE EXPRESSÃO E CFJ

A Globo pode tentar, pode espernear, mas o Conselho Federal de Jornalismo (CFJ) foi uma das propostas aprovadas na I Conferência Nacional de Comunicação (I CONFECOM).

Para os profissionais de jornalismo sérios deste país, o CFJ nada mais é que um órgão regulador profissional, assim como os diversos conselhos de profissionais, existentes no Brasil, como o Conselho Regional de Medicina (CRM), a Organização dos Advogados do Brasil (OAB), o Conselho Regional de Engenharia (CRE), e tantos outros.

O que a Globo e outros veículos, que se retiraram da CONFECOM querem, é manter as coisas como estão. Usando concessões públicas a seu bel prazer e com o Estado sem controle ou ação para agir.

Muita coisa tem de mudar. Acho que empresas como a Globo não podem falar de liberdade de expressão, já que conforme seus interesses e com o poder de veiculação que possuem, cerceiam muitos mais a liberdade de expressão do que poderia um Conselho Federal de Jornalismo, órgão que garantiria a representatividade de todos os atores da Comunicação Social do país. Basta ver a nota que deram no Jornal Nacional no dia em que a CONFECOM estava iniciando.

Uma das coisas que este órgão poderia coibir é a condenação prévia. Aqui não entro no mérito de quem comete crimes ou não, pois quem deve tem de pagar. Mas que a Globo usa o seu poder de influência para manter ou derrubar, ela usa.

Nenhum comentário: