PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

29 de jul de 2009

H1N1: Utilidade Pública

A gripe A (H1N1) é agora uma preocupação constante e muitas têm sido as orientações. No entanto, como tem-se tratado mais da possibilidade de contágio e como as pessoas podem contrair o vírus, uma importante orientação não está sendo disseminada.

É fundamental que, em caso de suspeita de estar com a gripe, a pessoa tome o máximo cuidado ao buscar os serviços de saúde evitando entrar em salas de espera com muitas pessoas, de preferência avisando com antecedência para que o seu atendimento seja diferenciado, já que a porta de entrada para estes serviços, principalmente os postos de saúde, também é a porta de entrada para pacientes com outras doenças e que podem estar debilitados, portanto com maior propensãoa se contaminarem.

Abaixo, seguindo os exemplo do blogueiro Renato Cristopher do blog Café com Pizza, coloco informações sobre a gripe A.

H1N1: Perguntas e respostas

1. Quanto tempo dura o vírus da gripe “suína” em uma superfície lisa?
R: Até 10 horas.

2. Qual é a utilidade do álcool para limpar as mãos?
R: Torna o vírus inativo e o mata.

3. Qual é o meio mais eficaz de infecção deste vírus?
R: O ar não é a forma mais eficaz para a transmissão do vírus, o fator mais importante para a fixação do vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos), o vírus não voa e não atinge mais de um metro distância.

4. É fácil se contagiar em aviões?
R: Não, é um meio pouco propício para contágio.

5. Como posso evitar o contágio?
R: Não levar as mãos ao rosto, olhos, nariz e boca. Não ficar perto de pessoas doentes. Lavar as mãos mais de 10 vezes por dia, principalmente quando estiver em locais onde o contágio for mais provável.

6. Qual é o período de incubação do vírus?
R: Em média, de 5 a 7 dias e os sintomas aparecem quase que imediatamente.

7. Quando se deve começar a tomar medicação?
R: Dentro de 72 horas após o diagnóstico é muito bom, a melhora é de 100%.

8. De que forma o vírus entra no corpo?
A: Pelo contato, ao dar as mãos ou beijar na bochecha e pelo nariz, boca e olhos e ao pegar em objetos onde o contaminado já teve contato.

9. O vírus é letal?
R: Não. O que provoca a morte é a complicação da doença causada pelo vírus. Ex: pneumonia.

10. Quais os riscos dos familiares de pessoas que contraíram o vírus ou morreram?
R: Podem ser portadores e formar uma cadeia de transmissão.

11. A água nas piscinas transmite o vírus?
R: Não, porque contém produtos químicos e cloro.

12. O que faz o vírus quando provoca a morte?
R: Uma cascata de reações, tais como insuficiência respiratória. A pneumonia grave é que causa a morte.

13. Quando se inicia o contágio, antes ou até que os sintomas aparecem?
R: Desde que se tem o vírus, inclusive antes dos sintomas.

14. Qual é a probabilidade de recaída com a mesma doença?
R: 0%, pois a recaída imuniza o vírus da gripe “suina”.

15. Onde é que se encontra o vírus no ambiente?
R: Quando uma pessoa espirra ou tosse, o vírus pode permanecer em superfícies lisas, como portas, dinheiro, papéis, documentos, desde que haja umidade. Desde que não se esterilize o ambiente é extremamente recomendável a higiene das mãos.

16. Se eu for a um hospital particular vão me cobrar pelo remédio?
R: Não, existe um acordo de não cobrar porque o governo está entregando os remédios a todas as instituições de saúde públicas e privadas.

17. O vírus ataca mais os asmáticos?
R: Sim, os pacientes com doenças respiratórias são mais suscetíveis, mas tratando-se de um novo germe todos nós somos igualmente suscetíveis.

18.Qual é a faixa etária da população que este vírus está atacando?
R: De 20 a 50 anos de idade.

19. É útil cobrir a boca?
R: Há algumas máscaras de boca de maior qualidade que outras, mas se você for saudável é contraproducente, pois o vírus por seu tamanho atravessa a máscara como se ela não existisse e usando-a cria-se na área do nariz e boca um micro clima úmido propício ao desenvolvimento viral; mas se você já está infectado use-a para NÃO infectar outras pessoas; é relativamente eficiente.

20. Posso fazer exercício ao ar livre?
R: Sim, o vírus não anda no ar e nem tem asas.

21. Tomar Vitamina C serve para alguma coisa?
R: Não serve para prevenir o contágio deste vírus, mas ajuda a resistira a seu ataque.

22. Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?
R: A salvo ninguém está, o que ajuda é a higiene dentro e fora de casa, escritórios, utensílios e evitar ir em locais públicos com aglomeração de pessoas.

23. O vírus se move?
R: Não, o vírus não tem asas, nem pernas, uma pessoa contaminada o faz entrar no interior do organismo.

24. Os animais de estimação se contaminam com o vírus?
R: Com este vírus NÃO, mas com outros tipos sim.

25. Se eu vou a um velório de alguém que morreu deste vírus posso infectar-me?
R: NÃO. Você não se contamina com quem já está morto, mas deve estar atento para saber se outras pessoas próximas ao falecido têm os sintomas ou a suspeita da doença.

26. Qual é o risco de mulheres grávidas contrair este vírus?
R: As mulheres grávidas têm o mesmo risco, e em dobro. Elas podem tomar antivirais em caso de contágio, mas com rigorosa supervisão médica.

27. O feto pode ter lesões se uma mulher grávida estiver contagiada por este vírus?
R: Não sabemos ainda, pois este é um vírus novo.

28. Posso tomar ácido acetilsalicílico (AAS, aspirina e outros)?
R: Não é recomendado porque pode causar outras doenças. A menos que você já o utilize por prescrição médica para problemas coronários. Nesse caso, continue tomando.

29. Ajuda alguma coisa tomar antivirais antes dos sintomas?
R: Não ajuda em nada.

30. As pessoas com HIV, diabetes, aids, câncer, etc., podem ter maiores complicações do que uma pessoa saudável quando se contagia com o vírus?
R: Sim.

31. Uma gripe convencional forte pode se converter em gripe H1N1?
R: NÃO.

32 . O que mata o vírus?
R: O sol por mais de 5 dias no meio ambiente, sabão, antivirais, álcool gel.

33. O que fazem nos hospitais para evitar contágios em outros pacientes que não têm o vírus?
R: O Isolamento, a esterilização de tudo que é utilizado, inclusive local de atendimento, e desprezar materiais descartáveis utilizados em local apropriado para lixo infecto-contagioso.

34. O álcool gel é eficaz?
R: Sim, muito eficaz.

35. Se eu sou vacinado contra a gripe da estação estou segura contra este vírus?
R: A vacina para a gripe disponível não serve para nada. Ainda não há vacina para a gripe Influenza A H1N1.

36. Este vírus está sob controle?
A: Não totalmente, mas as autoridades da saúde estão tomando medidas agressivas de contenção.

37. O que significa passar do alerta 4 ao alerta 5?
R: Na fase 4, o risco de transmissão do vírus já é alto o suficiente para causar focos da doença em comunidades. A fase 5 é caracterizada pela propagação do vírus em, pelo menos, dois países, indicando uma pandemia iminente. E a fase 6 indica que uma pandemia global está em curso.

38. Quem foi infectado por este vírus e se cura, fica imune?
R: Sim.

39. As crianças com tosse e gripe têm influenza?
R: As viroses comuns em crianças, dentre elas a gripe comum, são normais. Os adultos é que têm sido mais contaminados pelo vírus, então é necessário estar alerta se houver casos confirmados de adultos próximos a alguma criança e, principalmente com crianças que estão em idade escolar.

40. Quais as medidas que as pessoas que trabalham devem tomar?
R: Lavar as mãos várias vezes ao dia, evitar o contato muito próximo e não utilizar objetos sem lavar, limpar ou esterilizar, caso isto seja necessário.

41. Eu posso me contagiar ao ar livre?
R: Se há pessoas infectadas e que tossem ou espirram sim, pode acontecer, mas o ar é um meio de pouco contágio.

42. Pode-se comer carne de porco?
R: Sim, pode e não há nenhum risco de contágio.

43. Qual é o fator determinante para saber se o vírus já está controlado?
R: Embora a epidemia esteja controlada agora, no inverno boreal (hemisfério norte) pode retornar e ainda não haverá vacina.

Nenhum comentário: