PENSO, LOGO, BLOGO!

Blog inserido no debate político e de fatos importantes do Município de Londrina (y otras cositas más), que pretende trazer a visão desta jornalista e cidadã londrinense. Lorena Pires Rostirolla (MTB/PR 2.943)

1 de abr de 2009

COBRAS, COBRONAS E COBRINHAS


Cobra caro a cobra.

Cobra para si,

Paga a inimizade.

A cobra não pensa.

A cobra age,

A cobra morde,

E destila o seu veneno.

Mas a cobra esquece

Que outra cobra maior

Pode engolí-la.

Ou que outra cobra

Com veneno mais potente,

Pode mordê-la.

Ou pior!!!

Que outra cobra

Com mais poder,

Pode achar que a cobra,

É apenas uma minhoquinha

Fazendo de conta que é cobra.

E aí, a cobra, cobra

Quero só ver quem paga!?!?


E PRA QUEM ACHA QUE POSSO ESTAR LOUCA... SAIBA QUE TUDO TEM UM MOTIVO, UM PORQUÊ... BASTA LER NAS ENTRELINHAS

3 comentários:

Sônia Lenira disse...

Gostei muito do texto. Mas, hoje penso quem é cobra, quem vê o outro cobra, quem se vê cobra, enfim são tantas cobras, são tantas cobranças. As cobras existem, simplesmente, existem. Ainda há cobras com problemas de identidade e, talvez, nem saibam que são cobras.

Danilo Rafael disse...

Vishy... Pensamentos profundos!!!
Quem é cobra???? Ou a cobra é quem???
Todos são cobras??? Ou a cobra não é ninguem????
Você é cobra???
A COBRA VAI FUMA!!!! shuashu... Até povo!!!

Reinaldo C. Zanardi disse...

Muito cuidado...
Guizos chacoalhando...
Cobras rosnando (não achei verbo mais adequado)...
Olhar vociferando...
Botes armando...
O período é de troca de pele.
Mas as cobras são as mesmas.
Bjos, Lorena.